Halvás ou Halawi ou Haleu caseiro de semolina


O Halvás - Χαλβάς - é um doce muito tradicional na Grécia. Sua origem é árabe e há, na Grécia, três tipos muito conhecidos: o de semolina, que é um doce tipicamente caseiro; o de gergelim, que é aquele que também é muito conhecido aqui no Brasil e geralmente é industrializado; e o farsala, que é feito com niseste (amido). Todos são deliciosos e muito nutritivos.

Eu adoro o caseiro de semolina. Lembro de ter experimentado pela primeira vez na casa da minha madrinha. Achei sua aparência um tanto estranha de início e, como toda criança, reticente em experimentar. Mas depois da primeira mordida eu só pedia mais e mais.

O halvás de semolina é fácil de preparar e tem também as suas variações. Pode ser mais claro ou mais escuro, depende da quantidade de canela adicionada ou de quanto se deixa “fritar” a semolina, se deixar demais, fica escuro e com gosto de queimado.

Outra variação é a adição de amêndoas, pinhole ou amendoim.

Também é possível dar um sabor diferente adicionando suco de laranja ou limão ao caldo e ainda cascas destas frutas na hora do cozimento da calda.

Fora isto, é simples como 1,2,3,4.  É assim que se fala na Grécia porque lembra as quantidades na receita. Dá uma olhada!



Χαλβάς σιμιγδαλένιος
Halvás simigdalénios
Halvás de semolina

Ingredientes:
1 parte de óleo vegetal leve ou azeite de oliva ou manteiga sem sal
2 partes de semolina grossa
3 partes de açúcar
4 partes de água
Canela em pó a gosto (não mais de uma colher de sopa)

Modo de preparo:
Coloque a água e o açúcar numa panela e aqueça. Não é preciso ferver, apenas deixar morno. Reserve.
Numa panela grande e funda, coloque o óleo para aquecer e junte a semolina. Vá mexendo com uma colher de pau longa e com o fogo sempre baixo, para “fritar” a semolina. Quando a semolina começar a ficar com um aspecto de “areia molhada” (quem já brincou na praia sabe) adicione a calda.
Muito cuidado!!!! Neste momento a mistura começa a borbulhar e espirra muito. Afaste-se da panela. Quando diminuir, volte a mexer a mistura até ela desgrudar das paredes da panela, apague o fogo e adicione a canela.
Colocar numa forma e deixar esfriar por meia hora antes de desenformar.
Salpique com canela em pó e açúcar de confeiteiro na hora de servir.

Dicas:
- Se quiser adicionar amêndoas (ou pinholes ou amendoim), junte as amêndoas picadas durante a fase de “fritar” a semolina.
- Para dar um sabor diferente, adicione suco de limão ou laranja e casca de limão ou laranja durante o aquecimento da calda e retire a casca antes de juntar à semolina.
- Para dar forma ao halvás, coloque numa forma com furo no meio decorada para ficar bonito ao desenformar ou coloque numa forma retangular e corte em losangos para servir.
- Não deixe a semolina escurecer enquanto "frita" para não deixar o halvás com gosto de queimado. Deve apenas alourar.



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Tem algum pedido especial? Fale para mim.

Postagens populares

Siga por Email