Moussaká

Outro dia, um amigo pediu que eu escrevesse a receita do moussaká. Na verdade, ele nem sabia o nome da comida, mas lembrava que a mãe dele tinha feito este prato grego e que era delicioso. 

Se você der uma voltinha pela internet verá que existem as mais diversas formas de escrever o nome desta comida deliciosa: musaka, moussaka, musaká, mousaka...
Todo mundo que visita a Grécia volta de lá falando do moussaká. Não que seja o prato mais apreciado ou o que os gregos mais comem mas, com certeza, é o que os turistas mais comem.
Os gregos só fazem moussaká em ocasiões especiais, seja porque é um prato trabalhoso, ou porque, na sua forma popular, é considerado “muito pesado”, pois os gregos costumam ter uma alimentação muito saudável (comida do Mediterrâneo).
O moussaká é considerado internacionalmente como o prato representativo da culinária grega, praticamente todos os restaurantes na Grécia têm em seu cardápio o famoso prato e todo restaurante grego fora da Grécia, também.
O nome moussaká não é uma palavra de origem grega. Provavelmente, sua origem é árabe. Na Turquia, há um prato chamado moussaká que é um cozido de berinjelas e carne, assim como em alguns países árabes e na Romênia e Iugoslávia também existem pratos com o mesmo nome, que levam berinjelas, mas nada tem a ver com o famoso prato grego. Segundo a famosa escritora e pesquisadora Aglaia Kremesi, imaginava-se que o moussaká tivesse sido inventado no palácio de Topkapi (residência dos sultões) em Istambul (antiga Constantinopla) durante o domínio otomano, mas o certo é que não há registro de como era feito o moussaká antes dos meados do século XX, quando o conceituado chef Nicholas Tselementes colocou a receita em seu livro de culinária já utilizando o molho bechamel, que é uma invenção francesa.
Seja lá qual for a origem, a verdade é que os gregos é que deram a este prato a fama, o sabor e sua forma atual.
Como todas as receitas gregas, cada região da Grécia e cada pessoa, individualmente, tem um jeito de preparar. Cada um utiliza diferentes temperos e diferentes quantidades de camadas e todos estão certos. Isto é algo que aprecio profundamente na culinária grega, ela permite que cada pessoa coloque seu toque pessoal.
A receita tradicional de moussaká não utiliza batatas e é feita apenas com camadas de berinjelas utilizando carne de cordeiro. Atualmente, utiliza-se muito o moussaká com batatas porque fica mais sequinho, fácil de servir, rende mais e, para alguns, fica mais gostoso e é o prato mais famoso.
Existem vários tipos de moussaká:
- o moussaká de berinjelas - tradicional
- o moussaká com berinjelas e batatas - o mais famoso
- o moussaká de abobrinhas - utiliza abobrinhas no lugar das berinjelas
- o moussaká de batatas - utiliza apenas batatas
- o moussaká de cogumelos - o recheio é de molho de cogumelos ao invés de carne e o bechamel não usa ovos, devido ao jejum ortodoxo que não permite o consumo de produtos derivados de animais.
E a lista vai longe...daria para escrever sobre moussaká por semanas.
A seguir, eu deixo a minha receita de moussaká, já alterada para os ingredientes encontrados no Brasil. Esta é a que eu acho mais gostosa entre diversas que já experimentei.
Bom apetite!!!




Μουσακάς (Mussakás)
Moussaká

Ingredientes:

Para a montagem:
1 kg de berinjelas (4 a 5 grandes)
1 kg de batatas cortadas em rodelas grossas
50 gr de queijo ralado
Óleo para fritar

Molho de carne:
½ kg de carne moída (patinho ou alcatra)
1 cebola média
3 colheres de sopa de extrato de tomate (com Elefante o sabor fica melhor)
Sal a gosto
Pimenta do reino a gosto
Uma pitada de canela (opcional)
Uma colher de chá de açúcar
Uma pitada de noz moscada (opcional)
1 folha de louro (opcional)
½ xícara de chá de vinho (eu prefiro usar o tinto)
1 xícara de chá de água quente
Azeite

Molho bechamel:
4 colheres (sopa) de manteiga
8 colheres (sopa) de farinha de trigo
Sal a gosto
2 ovos
4 xícaras de chá de leite
50 gr de queijo ralado

Modo de Preparo:

Das berinjelas:
Corte fatias longitudinais de cerca de 1 cm de espessura. Frite em óleo quente e deixe secar bem em papel absorvente.
Opção 1: frite em frigideira larga ou em chapa com apenas um fio de azeite.
Opção 2: grelhe as berinjelas umedecidas com azeite.

Das batatas:
Frite em óleo quente até formar uma casquinha dourada e deixe secar em papel absorvente.
Opção 1: Cozinhe as batatas. Não fica tão saboroso mas, para quem precisa evitar frituras, é uma opção.
Opção 2: Asse as batatas no forno com um fio de azeite até formarem uma casquinha dourada.
Opção 3: Grelhe as batatas umedecidas com azeite.

Do molho de carne:
Aqueça o azeite numa panela e refogue bem a carne moída. Adicione a cebola e refogue. Coloque o extrato de tomate e refogue mais um pouco. Junte o vinho, a água e os temperos e deixe cozinhar em fogo baixo durante cerca de 15 minutos ou até o molho ficar mais sequinho.

Do molho bechamel:
Leve ao fogo a manteiga deixe derreter e adicione a farinha mexendo rapidamente. Junte aos poucos o leite (devagar e mexendo sempre para não empelotar). Quando terminar de juntar o leite apague o fogo.
Tempere com o sal e misture o queijo ralado.
Numa tigela, bata as claras até espumar bem (não precisa bater até o ponto de neve), junte as gemas e bata até ficar homogêneo.
Junte os ovos batidos ao creme na panela aos poucos e mexendo sempre para não talhar.

Montagem:
Pré-aqueça o forno a 200 oC.
Numa forma funda, monte o moussaká colocando as batatas, salpique com queijo ralado, as berinjelas, queijo ralado, o molho de carne, as berinjelas e por último o molho bechamel.
Coloque no forno para assar por cerca de 45 minutos ou até formar uma crosta mais escura.
Deixe esfriar bem antes de cortar.

Algumas dicas e alterações:
- Não tire as cascas das berinjelas para não desmancharem ao montar o prato.
- Não corte as berinjelas em rodelas porque fica parecendo que a comida tem muita casca.
- Na montagem do moussaká, usar as batatas no fundo da forma porque elas absorvem os líquidos e permitem o corte do moussaká sem desmanchar.
- Deixe esfriar bem antes de cortar o moussaká para não desmanchar. Ao tirar do forno a comida ainda está cheia de líquidos que serão absorvidos enquanto esfria.
- Se preferir fazer sem batatas, deixe as berinjelas secarem bem antes de montar na forma e use um molho de carne bem sequinho.
- Pode ser necessário usar mais leite no molho bechamel, depende do tipo de farinha usada. O molho deve ser espesso como mingau.
- Experimente as variações: faça o moussaká só de batatas, só de abobrinhas ou misturando batatas e abobrinhas ou abobrinhas e berinjelas ou ainda abobrinhas, batatas e berinjelas.
- Os temperos do molho são sempre uma questão à parte: utilize os temperos de sua preferência. Pode-se acrescentar salsinha, cebolinha, etc.
- Para quem não tem paciência ou destreza para fazer o bechamel com farinha, segue opção criada por minha mãe:
1 ½ litro de leite
6 colheres bem cheias de amido de milho
Sal
1 colher de manteiga
50 gr de queijo ralado
2 ovos
Numa panela, coloque o leite e o amido de milho. Aqueça mexendo sempre até engrossar e apague o fogo. Adicione a manteiga, o sal, o queijo e os ovos batidos como explicado anteriormente.

17 comentários:

  1. MARAVILHA DE SABOR! DELICIOSO!!!!

    ResponderExcluir
  2. Muito boa a receita trabalhei em uma Restaurante Grego e fazia muito esse prato! Recomendo Pessoal...
    Boa Noite!

    ResponderExcluir
  3. Parabéns pela receita,é maravilhosa,o aroma é inconfundível !fiz várias vezes e sempre nos surpreende! obrigada por compartilhar!

    ResponderExcluir
  4. Vi a receita recente no Masterchef Australia apresentada pela mae de um jurado. A unica diferença é a carne, ela utilizou cordeiro Parabens!

    ResponderExcluir
  5. Adoro a culinária grega, muito bom!!

    ResponderExcluir
  6. Olá, Tudo bom ?
    Também tenho um blog de culinária , o amantedaculinaria.blogspot.com
    Gostaria de compartilhar sua receita, juntamente com seu texto, dando claro os devidos créditos do texto e da receita.
    Você permitiria ???
    Desde já agradeço!
    Ps.: Vou tentar fazer essa receita também.

    Abraços!

    ResponderExcluir
  7. Adorei...um dos pratos que mais gostei de provar na Grécia foi a Moussaka. Vou tentar fazer hoje em casa, me bateu saudade! Rs

    ResponderExcluir
  8. Só uma dica para tirar um pouco dá acidez da beringela, depois de cortar em fatias coloque em uma vasilha com água é um punhado de sal deixe elas imersas por uns 30 minutos, escorra e seque em um pano

    ResponderExcluir
  9. Se me permite um ou dois pitacos na sua receita, toca o extrato de tomate por molho fresco de tomate se vc tiver ou por uma lata de tomates pelados. No molho fácil, use a farinha de trigo no lugar do amido de milho, pois se vc quiser congelar o amido desanda o molho. E uma caixinha de creme de leite, em lugar de uma das xícaras de leite, que fica mais saboroso.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada pelas dicas. Apenas um detalhe, se for utilizar tomates frescos ou tomates pelados é preciso cozinhar por muito mais tempo e deixar o molho mais sequinho, além de acertar a acidez com um pouco de açúcar. Quanto ao uso de amido de milho, o molho bechamel original é feito com farinha de trigo mesmo, porém muitas pessoas têm dificuldade de acertar o ponto, além do que, possui glúten, que podemos querer evitar. Quanto a congelar, não se preocupe que não desanda, já experimentei.

      Excluir
    2. Adoro Moussaka. A primeira vez que comi foi no Acrópole, que fica no bom retiro.
      Venho procurando uma receita que reúna os sabores que me degustei com muito prazer, só não havia identificado o molho Bechamel. De todas as receitas que li, a sua reuni a união dos sabores. Usei uma pitada de canela e um pouquinho de hortelã. Costumo usar esses ingredientes na carne moída. Não tenho qualquer descendência árabe, mas italiana. Adorei a sua receita. Obrigada por compartilhar. Abs.

      Excluir
  10. essa receita é uma delícia! fiz muitas vezes todo mundo adora, aprovadíssima!
    muito obrigada Grega ;)

    ResponderExcluir
  11. Gostaria de agradecer por essa receita, é uma delícia, fiz várias vezes e todo mundo em casa adora! Muito obrigada Grega ;)

    ResponderExcluir
  12. Obrigada pela receita, farei amanhã....desde que fui para a grécia em minha lua de mel e trouxe um saco de tempero grego especial para a moussaká estou doida para fazer!!! amanhã é o dia...

    ResponderExcluir

Tem algum pedido especial? Fale para mim.

Postagens populares

Siga por Email